Memorial aos Presos e Perseguidos Políticos

António Borges Coelho

002994
Data da primeira prisão

Nasceu em Murça (Vila Real), a 7 de Outubro de 1928. O seu percurso de vida caracterizou-se, até hoje, por uma intensa actividade cívica e académica. Antes da vida de historiador (Professor, investigador, escritor) que actualmente o torna conhecido, teve uma vida de total entrega à luta contra o salazarismo.

António Borges Coelho, o historiador com grande prestígio, o antifascista que não abdica do investimento pessoal na preservação da memória da Ditadura, é o professor de quem os alunos ficaram amigos, é o amigo que se admira pelas qualidades raras de coerência de princípios, pela simplicidade e humildade. É um cidadão com uma vida exemplar.

Foi preso em 1957, como militante e funcionário do Partido Comunista Português na clandestinidade. Saiu da cadeia de Peniche (onde casou com Isaura Borges Coelho) em 1962. Dois anos depois chega às livrarias a primeira grande obra deste historiador: «Raízes da expansão portuguesa». Segue-se «A Revolução de 1383».

Homem com uma vida repleta de experiências e diversas obras de vulto na historiografia nacional, Borges Coelho marcou na docência diversas gerações de alunos.

Licenciado em Histórico-filosóficas (1967), é hoje um dos historiadores portugueses mais prestigiados. Catedrático jubilado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, participou em numerosos júris de provas de mestrado, de doutoramento e de agregação e orientou inúmeras teses de mestrado e de doutoramento.

Autor de uma vasta e riquíssima bibliografia (em que se incluem também a poesia, o teatro e a ficção), participou em diversos congressos e reuniões científicas, nomeadamente em Espanha e no Brasil. Foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem de Santiago e recebeu o Prémio da Fundação Internacional Racionalista. Deu a sua «Última Lição» em 1998, mas continua a dedicar-se com o mesmo entusiasmo à investigação e à divulgação daquilo que não é possível dissociar do seu nome: a História. Nos anos mais recentes, vem publicando uma «História de Portugal»: I Donde Viemos; II Portugal Medievo; III Largada das Naus; IV Na Esfera do Mundo; V Os Filipes; VI Da Restauração ao Ouro do Brasil (2017).

Preside ao Conselho Consultivo do Museu do Aljube - Resistência e Liberdade.