banner

 

Fernando Mata

010066
Data da primeira prisão

Natural de Tondela, nasceu em 9 de junho de 1885, filho de Francisco Fernandes Mata e de Rita Maria de Jesus.
O trabalhador Fernando Mata é preso em 20 de agosto de 1937 "para averiguações, recolhendo a uma esquadra incomunicável". Em 7 de setembro é transferido para a 1.ª esquadra e, em 23 de outubro, é enviado para o Reduto Norte do Forte de Caxias., regressando à 1.ª Esquadra em 10 de janeiro de 1938.
O percurso prisional evidencia bem as torturas a que foi sujeito, a que se seguirão novas "transferências" até falecer no Hospital de S. José.
Condenado pelo Tribunal Militar Especial, em 16 de janeiro de 1938, na pena de 10 anos de degredo, multa de 20.000$00, "ficando em seguida à disposição do Governo". No dia seguinte, segue para a Cadeia do Aljube e, dois dias depois, para o Depósito de Presos em Peniche, de onde sai, em 22 de maio, com destino à 1.ª Esquadra, embarcando no dia seguinte para a Fortaleza de S. João Batista, em Angra do Heroísmo, nos Açores - de onde regressa a 23 de julho de 1943, com destino à Fortaleza de Peniche.
De Peniche segue, em 19 de julho de 1950, para a Cadeia Penitenciária de Lisboa, "para hospitalização" e, no Registo Geral de Presos da PVDE, aparece referência a um ofício da Cadeia do Forte de Peniche que informa ter Fernando Mata falecido, a 30 de julho de 1950, no Hospital de S. José, com a idade de 65 anos.