banner

 

Francisco do Nascimento Esteves

232
010778
Data da primeira prisão

Natural de Lisboa, filho de Luiz Sérgio Esteves e de Júlia do Nascimento Esteves.
Torneiro de metais e militante comunista, deu entrada na Cadeia do Aljube em 18 de janeiro de 1935 (não se conhece a data exta em que terá sido preso) e, no dia seguinte, foi condenado em Tribunal Militar Especial na pena de 20 meses de prisão correccional e, nesse mesmo dia, foi transferido para Peniche.
Restituído à liberdade em 22 de fevereiro de 1936, é novamente preso pela polícia política em 2 de maio de 1937 - colocado incomunicável numa esquadra e transferido para a Cadeia do Aljube, é enviado para o Campo de Concentração do Tarrafal, em Cabo Verde, a 5 de junho de 1937.
Francisco Esteves morrerá no Tarrafal, vítima do paludismo e das condições prisionais, no dia 21 de janeiro de 1938.