banner

 

Francisco do Nascimento Gomes

Francisco do Nascimento Gomes
010779
Data da primeira prisão

Francisco do Nascimento Gomes, filho de Augusto José Gomes e de Lucinda do Nascimento Rebelo, era natural de Vila Nova de Foz Côa.
Condutor de carros elétricos na cidade do Porto, foi preso pela Delegação do Porto da Polícia de Vigilância e Defesa do Estado (PVDE) em 31 de julho de 1936, "para averiguações", sendo libertado cerca de dois meses e meio mais tarde. Preso novamente em 11 de outubro de 1937, será julgado no Tribunal Militar Especial a 8 de agosto de 1938 e condenado na pena de 6 anos de degredo para qualquer parte do território colonial. Entretanto, foi transferido, em 26 de setembro de 1938, para o Reduto Norte do Forte de Caxias. 
No ano seguinte, em 15 de março de 1939, o TME julga o recurso que apresentou e reduz a pena de degredo para 3 anos. Um mês depois, a 1 de abril, é enviado para o Campo de Concentração do Tarrafal, em Cabo Verde.
Ao longo do tempo, o seu estado de saúde deteriora-se, com as deficientes condições de higiene e salubridade, a ausência de assistência médica e medicamentosa e diversos castigos na "frigideira" (entre maio e julho de 1943, aí passou dois meses de castigo).
Não obstante a referida redução do tempo de degredo, a PVDE manteve Francisco do Nascimento Gomes detido no Tarrafal durante quatro anos e oito meses, até à sua morte, em 15 de novembro de 1943, com 34 anos de idade.