banner

 

Joaquim Ribeiro

12932
Data da primeira prisão

Joaquim Ribeiro nasceu na freguesia de Santo Ildefonso, a 07-01-1906, filho de Joaquim Ribeiro Júnior e de Carolina Soares.
Com a profissão de lapidador, foi preso em 30-11-1940 pela Delegação do Porto da Polícia de Vigilância e Defesa do Estado "por proferir frases de carácter subversivo na via pública", só sendo restituído à liberdade, no dizer do Registo Geral de Presos, em 28-12-1940, cerca de um mês depois da sua detenção, sendo aberto contra ele processo no Tribunal Militar Especial.
Em 09-07-1942, a PSP do Porto entrega-o na Delegação da PVDE, dando lugar à abertura de novo processo no TME logo a 22 desse mesmo mês de julho. Desta vez, a acusação é claramente "mais grave": foi detido "por dar vivas às democracias"...ainda por cima, no plural.
Só sairá da Delegação da rua do Heroísmo 6 (seis) meses depois, a 11 de janeiro de 1943, "por ter sido despronunciado pelo TME".