banner

 

José Vaz Rodrigues

José Vaz Rodrigues
Data da primeira prisão

Natural de Corte do Pinto, Mértola, nasceu em 01-01-1907, filho de António Vaz e de Emília Rodrigues.
Empregado de comércio e serralheiro mecânico, militante anarquista, foi preso "quando distribuía manifestos contra a situação", dando entrada na Cadeia do Aljube em 04-08-1934. 
Julgado em 09-06-1934, foi "condenado à multa de 7.200$00 [que] não sendo paga no prazo legal será convertida em prisão correcional à razão de 20$00 diários [correspondentes a 360 dias] e perda de direitos políticos por 5 anos". Seguiu para a Fortaleza de Peniche em 22-11-1934 e foi "restituído à liberdade" em 06-05-1935.
Membro do grupo anarquista "Propaganda e Estudos Sociais". defensor da ação direta, participou no atentado de 1937 contra Salazar, juntamente com outros companheiros..
Posto à disposição da polícia política pela PSP de Lisboa, foi violentamente torturado até ser condenado pelo Tribunal Militar Especial na pena de 4 anos de prisão maior celular, seguida de degredo por 12 [anos] ou, em alternativa, de 23 anos e 8 meses de degredo em possessão de 2.ª classe.
José Vaz Rodrigues, morreu após 11 anos de prisão cumprida na Penitenciária de Coimbra. 
"Acabou sucumbindo ao peso da prisão e dos maus tratos que lhe foram infligidos. Morreu como tantos outros idealistas, acreditando numa sociedade de igualdade para todos."